Demolindo o Sociedade Burguesa: Intelectuais e Imprensa Libertária no Ceará

Alelaide Gonçalves

Resumo


Este artigo procura analisar os primeiros esforços de constituição de uma imprensa libertária em Fortaleza, nas primeiras décadas do século XX. A partir das experiências culturais no Liceu do Ceará e na Faculdade de Direito, um grupo de jovens intelectuais se propõe a realizar uma crítica da sociedade através de um jornalismo atuante, de caráter libertário, criando jornais como O Demolidor, Voz dos Graphicos, O Regenerador e O Combate. É possível avaliar o aparecimento dessa imprensa a partir de três fatores: o crescimento urbano acelerado, a formação de núcleos operários atuantes e o intercâmbio entre operários locais e de outros centros industriais do Brasil e de Portugal.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.