As religiões luso-afro-brasileiras em Portugal: conversão e performances

Ismael Pordeus Jr.

Resumo


Tratar da expansão das religiões afro-brasileiras em seu processo de transnacionalidade para a Europa e, mais particularmente para Portugal, onde este fenômeno se encontra intrinsecamente relacionado à migracao feminina portuguesa é o objetivo deste ensaio. O texto narra primeiramente a sistematização da Umbanda no Brasil e seu processo de transnacionalidade. Analisa o papel das mulheres na instalação da Umbanda e, em seguida, procura mostrar a difusão da mesma em todo o país. Em um terceiro momento, recorre à descrição etnográfica de um ritual, com o objetivo de mostrar a manifestação de interritualidades e as performances umbandistas com as práticas do catolicismo português, mostrando assim, a bricolagem do imaginário religioso. Após um quarto de século, essas manifestações religiosas luso-afro-brasileiras passaram a fazer parte do universo social, como uma religião de diáspora, em vias de se construir no campo religioso, ao mesmo tempo em que foi inventada a sua própria tradição, conduzindo o português ao transe.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.