Patrimônio e memória local: o estado da arte do inventário de referências culturais do bairro Benfica

Antonio Gilberto Ramos Nogueira

Resumo


Este artigo procura discutir a experiência do Grupo de Estudos e Pesquisa em Patrimônio e Memória – GEPPM/UFC no desenvolvimento de uma metodologia de inventário de referências culturais aplicada na escala do bairro do Benfica na cidade de Fortaleza. A motivação que conduziu a reflexão foi suscitada pela necessidade de enfrentar uma série de questões de ordem metodológicas colocada ao historiador quando se tem o patrimônio cultural como objeto de pesquisa. Ao considerarmos os inventários como importante instrumento de identificação, documentação e produção do conhecimento histórico, o historiador que se utiliza desta ferramenta está diante da seleção e da escolha de uma história e de uma memória a serem preservadas. Neste sentido, procuramos identificar por meio do inventário de referências culturais as diferentes formas de apropriação e produção de sentidos que conformam as diversas configurações do bairro em sua interface com a cidade.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.