Morar e viver no Nordeste do Brasil: Fortaleza, séc. XIX

Eni de Mesquita Samara, José Weyne de Freitas Sousa

Resumo


Neste texto discute-se as mudanças da população brasileira, na segunda metade do século XIX, no aspesto arquitetônico, analisando os modod de vida, casas, hábitos e costumes, enfatizando especialmente a cidade de Fortaleza. A escolha se justifica pelo fato de existirem poucos estudos que contemplem vilas e cidades brasileiras do Nordeste, durante o século XIX, e também por apresentarem características particulares e regionais.

Apesquisa está baseada em fotes documentais do períido, como: Relatórios de Presidente de Província e Estado, Códigos de Postura, recenseamentos, periódicos da época e memorialistas. Com isso, pretende-se resgatar os vários perfis da cidade ao longo século XIX, descrevendo os habitanyes, as formas de organização dos domicílios e o cotidiano da época, marcados por diferenças sociais, econômicas e culturais que se entrelaçam nas experiências dos diversos sujeitos interligados através da sua área centarl com os arrabaldes.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.